Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

Nós, definitivamente, não fazemos qualquer negócio!

28 de março de 2013

Adriane fala sobre o que é o bem-estar animal


Estudo feito pelo Sebrae mostra que as micro e pequenas empresas brasileiras resistem mais aos dois primeiros anos de vida. Os atributos que estão sendo usados para a sobrevivência no período crítico são: planejamento, inovação, educação e persistência.

Nós já passamos do primeiro ano de vida.

Persistência? Nós temos muita. Às vezes nós cansamos um pouco, mas em seguida já estamos na batalha novamente.

Inovação nós também temos. Nós prestamos um serviço que quase não existe oferta no mercado, e que existe uma boa demanda.

Educação. Temos que ser quase religiosos para atingir nossos objetivos.

Planejamento é sem duvida o nosso ponto fraco. É nele que precisamos investir nosso esforço para chegarmos, pelo menos, perto de onde queremos.

E o que nós queremos?

Nós queremos ser uma empresa de referência na prestação de serviços de babá para cães, com profissionais capacitados, todos médicos veterinários, determinados a fazer o seu melhor serviço. Sempre. E focado, é claro, no bem-estar animal.

E o que é bem-estar animal que anda na moda agora?

Penso que bem estar animal é garantirmos que nosso PET tenha uma vida digna, com direito a sua casinha, alimento de uma qualidade razoável, água limpa e direito a saúde. Lazer também é muito bem-vindo, incluindo passeios, companhia, carinho e atenção.

Bem-estar: cabe a nós, prestadores de serviços para os PETs, informarmos ao proprietário sobre as reais necessidades dos seus bichinhos. Nós devemos saber separar o que é bonitinho (como colocar um lacinho na cabeça depois do banho) daquilo que pode não só ridicularizar o PET como colocar a sua vida em risco (como o uso de produtos químicos para coloração de pelo e unhas).

Ter uma opinião formada sobre aquilo que achamos certo e errado com relação ao dia a dia dos nossos clientes cães. Isso faz parte do nosso modelo de negócio. Nós temos que nos posicionar a favor dos bichinhos. Sempre. Cresceremos usando esse conceito. Pode até demorar mais, mas chegaremos lá!

Nós, definitivamente, não fazemos qualquer negócio!