Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

Star Wars e o surgimento do empreendedor

16 de julho de 2015

Vem aí mais um filme da saga Star Wars, e eu estou contando os dias.

Não é por acaso que os filmes de Star Wars ocupam um lugar destacado no imaginário de tantas pessoas. De fato, os primeiros filmes foram fundamentais na minha adolescência, dando todo um novo sentido ao aventureiro latente dento de mim. E também me identifiquei (como todo mundo) na busca de Luke Skywalker por autoconhecimento e na descoberta de seus “poderes”.

Nesta saga, temos o essencial da formação de um herói no sentido mais clássico, sua busca por aventuras e desafios, o destacado altruísmo e a “força” interior. É uma história recorrente na humanidade, conforme estudado por um grande mitologista chamado Joseph Campbell. Ele explica (assista ao vídeo aqui) que diversas culturas têm mitos similares, e sugere que é inerente ao ser humano a busca de aventuras (empreendimentos?).

Eu encontro muitas semelhanças com a jornada que cada empreendedor precisa fazer para, de fato, descobrir seus “poderes” únicos. A busca do autoconhecimento é necessária para ter maior chance de sucesso, assim como a capacidade de inspirar aos que estão ao redor, tão elementar no trabalho de um líder de equipe ou empresa.

Tudo isto me fascina porque acredito realmente que o empreendedor moderno representa o aventureiro dos tempos antigos nos quais ainda havia terras desconhecidas a serem conquistadas, montanhas inéditas a serem escaladas ou mares nunca dantes navegados. Ou, na versão ficcional galáctica, os mundos e batalhas pelo qual o jovem candidato a Jedi vai aprimorando poderes para cumprir sua missão.

Luke representa um inusitado herói empreendedor. Isso significa, como sempre, fracassar e tentar até conseguir. Nem que seja no terceiro filme.

Ivan “Primo” Bornes procura inspiração diária nos ensinamentos Jedi enquanto faz massas e molhos no Pastifício Primo.