Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

Quer inovar? Coma o mingau pelas beiradas!

22 de setembro de 2014

Marcelo Pimenta é professor da Pós-Graduação da ESPM e criador do Laboratorium

Uma pergunta é recorrente: como faço para inovar se meu chefe não suporta inovação? Minha empresa não gosta de nada novo, tenho medo até de expor minhas ideias, o que eu faço? Pois essa semana achei no twitter de @mosspike um desenho que tomei a liberdade de adaptar livremente para ilustrar esse post, pois a imagem contém a maior parte da resposta. A partir da ilustração original, defini uma matriz de risco, mantendo os eixos de importância e dificuldade.

Assim, fica fácil visualizar que ações mais fáceis (de menor dificuldade) e de (menor importância) talvez sejam aquelas primeiras a serem propostas.

Em ambientes que não são propícios à inovação vale a sabedoria popular: ir comendo o mingau pelas beiradas. Comece com pequenas conquistas, propondo melhorias que são muito simples de serem implementadas – mas que podem mostrar os primeiros resultados. Assim, você – e seu chefe e seus colegas – ganham musculatura e confiança para galgar novas conquistas em busca das “verdadeiras” inovações.

A matriz também permite visualizar duas áreas que merecem atenção:

- No quadrante do canto inferior direito (eu identifiquei com uma maçã, pronta para ser colhida) são “as grandes oportunidades”. Ou seja, assim que você se sentir confiante, deve buscar aquelas oportunidades de maior importância – e de menor dificuldade. O risco, nesse caso, é controlado. Fique atendo para não criar uma expectativa muito grande com o resultado. Melhorias de processo no atendimento, na entrega e no pós-venda são exemplos onde pequenos atos podem gerar grandes melhorias.

- Já no quadrante superior esquerdo (identifiquei com uma bomba) são aqueles “ossos muito duros de roer”.  Questões com baixa importância e alta dificuldade devem ser evitados pois estamos falando de um terreno onde não vale a pena correr riscos, até porque a recompensa pode ser baixa.

Sugiro que você pense, mostre e discuta essa matriz com seus colegas para identificar onde pode começar a inovar na empresa ou organização. Comece identificando as de menor dificuldade – para reduzir os riscos e aumentar as chances de sucesso. Caso vocês concluam que não há mesmo oportunidade para inovar, talvez seja o caso de você pensar em novos desafios – pois quem não inova, fica para trás e você não merece ficar marcando passo.

1 Comentário Comente também

Deixe um comentário: