Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

Modelo de empreendedor em São Paulo

5 de junho de 2017

Na última terça-feira tive o privilégio de assistir palestra de Sir Richard Branson, durante o VTexDay, maior evento do varejo multicanal da América Latina.

Não é segredo que sou grande fã do cara, e já citei ele em diversas ocasiões, pois ele é o cara que já deu a volta por cima muitas vezes, e sempre com humor e elegância, além do respeito que ele demonstra por todas as pessoas envolvidas no processo de fazer uma empresa acontecer.

Algumas frases ditas por ele aqui em São Paulo:
- Se você não falha, não vai ter sucesso.
- É preciso saber delegar – ele tem mais de 500 empresas e 100 mil funcionários no mundo.
- Escolho os mercados que entramos pelas deficiências de atendimento. Nunca pensei em ter uma empresa aérea, mas quando fui mal atendido num voo da American Airlines, percebi que havia uma oportunidade enorme na aviação. Assim com os tantos outros segmentos: trens, celular, combustível limpo, e outros. Agora estamos investindo em cruzeiros, temos 2 navios em construção.
- Se você tem boas pessoas, uma boa equipe, você vai alcançar o que deseja.
- Não sou religioso, acredito no evolucionismo e na ciência. Mas numa única vez rezei, quando achei que não ia sobreviver na viagem de volta ao mundo de balão.
- Quero fazer um hotel na Lua e levar turistas para lá.
- Consigo tomar decisões impulsivas, pois as empresas são 100% minhas, eu assumo risco total. Começamos a Virgin Galactic (viagens espaciais) sabendo que o retorno seria muito mais à frente, e já investimos mais de US$ 1 bilhão no projeto.
-  Não tenho problema com a concorrência (referindo-se à Blue Origin, que também está desenvolvendo naves para viagens espaciais para turistas).
- São os empreendedores que mudam o mundo.
- O papel dos políticos é não ficar no caminho dos empreendedores.
- De vez em quando devemos dizer: foda-se, vamos fazer.
- A joia mais preciosa do Brasil é a Floresta Tropical.
- Sou a favor da legalização das drogas. O que aconteceu na Cracolândia foi uma pena. Eu teria parado a guerra às drogas há 40 anos. É um desperdício de dinheiro público que poderia ser usado para informar e tratar dos doentes. Somente os traficantes ficam ricos do jeito que está.
- Usar a sua própria imagem para divulgar o negócio é barato e pode render umas boas risadas. Eu adoro!
- Quando tinha 40 anos, tive uma crise de meia idade e surgiu a vontade de largar tudo e ir para a faculdade (ele nunca fez faculdade). Minha mulher me disse: nem pensar! Lá está cheio de moças jovens e bonitas! Volta já para o trabalho! E assim a vontade de deixar os negócios passou.

Ivan Primo Bornes – o fundador do Pastifício Primo escreve no Blog do Empreendedor. ivan.primo@pastificioprimo.com.br