Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

É preciso mais do que um site bonitinho

5 de abril de 2017

Se ao entrar em uma loja pela primeira vez logo de cara você observa que o ambiente é confuso, o atendimento displicente e demorado e na hora de pagar tem que enfrentar a espera devido à lentidão do sistema, qual é chance de você voltar a essa loja? Mesmo que o preço do produto procurado seja atraente, a experiência ruim, na maioria das vezes, se torna um impeditivo para novas visitas. O mesmo acontece no comércio eletrônico. Ao passear pelas páginas da loja online, mais do que ver fotos bonitas, o cliente quer viver uma experiência agradável e concluir sua compra sem complicação. Isso é essencial para gerar negócios e aumentar a fidelidade no e-commerce.

O ditado que diz: “a primeira impressão é a que fica” é bem verdadeiro nesse caso. Portanto o empreendedor deve estar atento a essa primeira experiência de seus clientes. Para isso, no caso do e-commerce, é essencial contar com infraestrutura tecnológica suficientemente eficaz para garantir acesso rápido ao site, além de mecanismos de venda dinâmicos e seguros. Em paralelo é importante também seguir as melhores práticas de usabilidade para oferecer uma navegação mais fluida e fácil.

O primeiro passo nessa direção é ter um provedor confiável para hospedar a loja online, com infraestrutura escalável, de acordo com o fluxo de visitas. Esse provedor também precisa estar preparado para picos em datas especiais, como Dia das Mães, Black Friday e Natal. Além disso, atualmente é essencial que o site seja responsivo, isto é, tenha o mesmo desempenho em todos os dispositivos: desktop, smartphone, tablet, etc. Esse tipo de cuidado não está mais na lista de gastos eventuais, mas na de investimentos que o empreendedor online precisa fazer.

O mesmo vale para as ações que melhoram a usabilidade do cliente na loja online, ou seja, tornam a navegação natural e simples. Para isso, algumas dicas são: fique de olho nos arquivos disponibilizados no site. Imagens e vídeos dos produtos favorecem as vendas, mas esse conteúdo não pode sobrecarregar a página a ponto de tornar a navegação lenta. Uma maneira de evitar esse problema é utilizar o CDN (Content Delivery Network), um recurso que permite carregar arquivos estáticos, como fotos. O CDN possui servidores espalhados por todo o mundo, desse modo, os arquivos estáticos estarão hospedados nos servidores mais próximos do visitante do site, o que torna o carregamento da página extremamente rápido, e reduz drasticamente os processos do seu servidor web. E o investimento mensal para ter acesso a esse recurso é baixo, considerando seu benefício.

Há ainda outras soluções que valem ser consideradas para tornar a visita ao site uma experiência agradável.  Entre elas, habilitar o autopreenchimento dos campos principais a partir do banco de dados do cliente, aproveitar as ferramentas de SEO (Search Engine Optimization) para direcionar o comprador, desde a pesquisa até o que ele precisa dentro do site, deixar clara a etapa da compra na qual o consumidor está a cada momento e mostrar ao cliente que a página é segura, exibindo os certificados e protocolos que comprovam isso.

Para confirmar a efetividade dessas dicas, o próprio empreendedor pode se colocar no lugar do cliente e fazer os testes de navegação. Porém, mais do que isso, o ideal é a realizar testes com os próprios usuários, obtendo seus feedbacks em tempo real. Dessa forma é possível confirmar na prática o quanto o usuário conhece das ferramentas disponíveis no site e se elas estão sendo realmente úteis e bem aproveitadas.

Stelleo Tolda é COO (Chief Operating Officer) e co-fundador do Mercado Livre.

Deixe um comentário: