Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

Demitidos que aproveitaram o chute e marcaram um golaço

15 de abril de 2017

Lá estava eu… Depois de treze anos de dedicação, trabalhando doze horas por dia, ouvia que a minha vida naquela empresa tinha acabado… É o momento de você sair, disse o meu chefe. Não sabia o que estava acontecendo…  Mas tinha sido demitido… (MB)

A demissão provavelmente foi o pior momento da minha vida, tirando a morte dos meus pais. Sempre tive muito sucesso no que fazia e ajudei muitas pessoas para quem trabalhei a ganhar dinheiro… (BM). E agora eu estava fora. Toda a dedicação da minha vida adulta estava sendo jogada fora e isto era devastador (SJ).

Ainda me lembro do meu chefe. “Ele adorava olhar as pessoas nos olhos e dizer: Estou tirando o seu ganha-pão e não é só isso, como também vou destruí-lo financeira, mental, física e emocionalmente. Era um monstro…” (BM).

Se estava triste quanto voltei para casa? É claro, mas meu orgulho era grande para mostrar isso. (MB). Mas minha esposa lembra claramente deste dia. Ainda lembro-me dele soltando fumaça pelas narinas por ter perdido o trabalho, mas o mesmo tempo, contente, porque nunca mais trabalharia para outra pessoa. Só ficava repetindo que nunca mais trabalharia para ninguém enquanto vivesse; seria o seu próprio patrão (WD).

Eu realmente não sabia o que fazer e isso durou meses… (SJ). É interessante quando você fica tão por baixo assim. E quando chega a esse ponto, tem a chance de se levantar ou não. Se optar por levantar-se, será melhor como nunca foi. Mas se não, se tornará verdadeiramente um derrotado… (BM). Assim, algo começou lentamente a me levantar. Eu ainda amava o que eu fazia. Tudo o que tinha acontecido não mudou nada sobre o que gostava de fazer. Então, eu decidi recomeçar… (SJ)

Por isso, ser demitido do meu emprego foi o fator determinante na minha vida profissional. Eu decidi que deveria criar a minha própria empresa. Eu não tinha muito que perder, era do ramo, assim eu sabia que o que fazer… (MC) .

Mas agora tinha aprendido uma dura lição. Eu não era a pessoa mais esperta do mundo. Quando você percebe isso, não fica com vergonha ou receio em pedir ajuda para as outras pessoas… (BM). Assim, fui atrás do meu principal cliente e disse que estava montando uma empresa, mas que não tinha dinheiro naquele momento, mas se ele comprasse de mim, eu trabalharia muito para ele e isto ajudaria a criar o meu negócio. E ele disse: Claro! (MC).

E foi assim que a minha empresa começou… (MB). Mas entrei no mesmo mercado daquele que me havia demitido. Por isso, uma amiga próxima resume: Ele só esta fazendo isto por vingança! Mas não é bem assim… Não tenho nenhum tipo de ressentimento… (SJ).

Desta forma, Walt Disney (WD) fundou o seu próprio estúdio, obscurecendo para sempre aquele que o havia dispensado, Charles Mintz e o seu estúdio de desenhos e filmes. Da mesma forma, Bernie Marcus (BM), demitido da Handy Dan Home Improvement Centers quando tinha 40 anos, se juntou a Arthur Blank (também demitido no mesmo dia) para fundar a The Home Depot, a maior rede mundial de varejo de material de construção com mais de 2,2 mil lojas, 385 mil funcionários e valor de mercado de US$ 6,3 bilhões. A Handy Dan deixou de existir em 1989.

E seguindo a mesma lógica, Mark Cuban (MC), aos 25 anos, fundou a MicroSolutions para competir com a sua antiga empregadora, a Your Business Software. A empresa de Cuban cresceu rapidamente, e Mark, poucos anos depois, vendeu-a por US$ 6 milhões. Com o dinheiro da venda, fundou uma segunda empresa, a AudioNet que depois mudou de nome para Broadcast.com, vendida para o Yahoo! em 1999 por US$ 5,7 bilhões. Curiosamente, sua antiga empregadora faliu e o presidente da empresa que o havia demitido entrou em contato com Cuban para pedir que ele investisse em uma ideia de negócio que tinha já que ele agora é uma das principais estrelas do programa Shark Tank.

Mas muitos anos depois, Michael Bloomberg (MB) já nem se lembra direito de quando estava prestes a completar 40 anos foi demitido da firma de investimentos Salomon Brothers. No dia seguinte, criou a Bloomberg, uma das maiores empresas de informações financeiras do mundo, que emprega mais de 19 mil pessoas ao redor do mundo e com valor de mercado de US$ 9 bilhões. Quanto a sua antiga empregadora… ela foi absorvida pelo Citigroup em 1998.

Por fim, nenhum chute do destino é tão conhecido quanto a demissão e o retorno de Steve Jobs (SJ) à empresa que ele criou e recriou. Demitido da Apple, empresa que tinha fundado, Jobs criou a NeXT, cuja tecnologia turbinou os Macs no seu retorno triunfal à empresa da maçã.

Todos são unânimes no valor que dão para suas demissões. Não foi o que sentimos na época, mas, olhando para trás, foi um grande golpe de sorte! – afirma Bernie Marcus. Eu tenho certeza absoluta que nada disso teria acontecido se não tivesse sido demitido da Apple. Às vezes, a vida o atinge na cabeça com uma tijolada. Não perca a esperança. Estou convencido de que a única coisa que me manteve de pé era fazer o que amava. – declarou Steve Jobs no seu inesquecível discurso de formatura da Universidade de Stanford.

Por isso, você não entende quando isso acontece, mas um chute no dente pode ser a melhor coisa do mundo. – diz Walt Disney.

Marcelo Nakagawa é Professor de Inovação e Empreendedorismo do Insper

Deixe um comentário: