Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

Como me planejar para abrir um negócio e garantir que ele dê um retorno estável?

25 de abril de 2018

De uma forma geral qualquer empreendedor planeja como montar o seu negócio. É muito provável que ele imagine o que quer fazer. Porém, a maioria não leva em consideração alguns aspectos importantes no planejamento, que são vitais para que o negócio evolua. Devemos imaginar claramente porque desenvolveremos este projeto, com quem nos associaremos e como o negócio gerará resultados crescentes e sustentáveis.

Tudo começa com uma ideia ou oportunidade que a princípio pode fazer sentido, contudo nem todas as ideias são viáveis e potencialmente rentáveis. Fazer uma pesquisa de mercado, analisar a concorrência e conversar com potenciais clientes é uma boa forma de mitigar os riscos de iniciarmos um negócio que aparentemente parece promissor, mas que pode ter dificuldades por alta rivalidade do mercado, falta de diferenciação e principalmente pela falta de aceitação dos produtos pelos clientes.

Empresas com diferenciais geralmente têm mais sucesso

Procure desenvolver algo diferente, se possível inovador, e parta da necessidade do mercado. Formule uma proposta de valor interessante para os potenciais clientes, para que eles desejem o seu produto ou serviço e se proponham a pagar o preço necessário para rentabilizar o negócio. Às vezes os clientes querem o produto, mas não estão dispostos a pagar por ele. Se isto ocorrer, retorne para a formulação do modelo de negócio.

Estude sobre o assunto, faça cursos, leia sobre como os empresários estão desenvolvendo seus negócios e vá a encontros de empreendedores. Busque aconselhamento, mentoria e feedback na fase de montagem do modelo de negócio. É sempre muito importante ouvir a opinião de pessoas mais experientes que possam contribuir com seu negócio, mas ouça as pessoas que realmente tem competência para isto.

Teste a ideia e analise os custos e preços. Defina claramente o seu posicionamento estratégico e qual o segmento de clientes que quer atingir. Quando o modelo de negócio estiver concebido, tenha total convicção que o potencial cliente queira o produto e que esteja disposto a pagar por ele.

Ter uma visão clara dos objetivos da empresa é fator crítico de sucesso

Imagine quais os seus objetivos, metas e necessidades para colocar o negócio em prática. É muito importante ter certeza que o negócio possa gerar retorno suficiente para motivar os sócios a empreender de forma focada, o que é chave para o sucesso e rentabilidade.

Faça um estudo de viabilidade financeira conservador que considere os investimentos e o retorno esperado do negócio. Procure analisar os riscos e se está disposto a corrê-los por um prazo longo, uma vez que as empresas realmente sólidas geralmente demoram um bom tempo para se estabilizarem.

Monte um plano de ação e comece as vendas

A próxima fase é formular um plano de ação onde começamos a planejar como trazer recursos financeiros, atrair pessoas, fechar parcerias e o mais importante, conquistar clientes.

Escolha bem seus sócios. Nem sempre os amigos ou familiares são as pessoas mais competentes para desenvolver o negócio, apesar de serem aquelas que tenhamos mais afinidade ou confiança. Procure se associar com quem possa efetivamente ajudar na execução e desenvolvimento da empresa.

Garanta caixa suficiente para a fase inicial e mantenha uma reserva para a companhia e para você. Evite financiamentos no início e procure gastar o mínimo possível.

Prepare-se para a batalha e coloque metas, cronograma e planeje a execução. Combine bem as expectativas com a família e com os sócios. Organize o início da companhia com critério contratando um contador e um advogado confiáveis para ajudar na constituição da companhia e no desenvolvimento dos contratos.

Para ter um retorno estável, é importantíssimo passar o breakeven (ponto de equilíbrio de resultado) rapidamente e ter foco nas vendas. Mais do que ter diversas novas ideias, é vital colocá-las em prática e começar a executar e rentabilizar a companhia.

Apaixone-se pelo seu negócio e visualize o sucesso da forma mais positiva possível, porém sem ilusões e sem deixar de considerar os riscos. Dê o pontapé inicial com o melhor produto possível e tome cuidado para não cair na tentação de ficar desenvolvendo o produto infinitamente. Defina o mínimo que o cliente compraria, comece o jogo e foque no crescimento.

Ricardo Mollo – É empreendedor, CEO da Brain Business School e PhD candidate na University of London.