Blog


Blog do Empreendedor
O cotidiano de empreendedores como você
Twitter Facebook Orkut
Aumentar texto Diminuir texto

50 grandes negócios que começaram em casa (e o que aprender com eles)

14 de agosto de 2015

Tem um negócio que funciona em casa ou pensando em criar um? Tenha orgulho disso! Atualmente, com a categoria de Microempreendedor Individual, isto é mais fácil, rápido e barato do que imagina.

Você já deve ter lido que a Lego, HP, Apple, Amazon e até Walt Disney iniciaram seus negócios em uma garagem. Mas empresas icônicas como Mattel, fabricante da Barbie, e a fabricante de motos Harley-Davidson, assim como marcas sofisticadas como a L´Occitane e a Oakley também começaram em garagens. E talvez até nunca tenha ouvido falar da James Dyson, mas ele ficou cinco anos fechado na garagem de sua casa até conseguir inventar o aspirador de pó perfeito. Atualmente, a Dyson fatura mais de US$ 2 bilhões.

Não tem uma garagem? Não tem problema! Faça do seu quarto a sua empresa. Dell, Yahoo!, Google, Facebook, WordPress, Hallmark Cards, Oculus Rift e até a marca de roupas Richard´s iniciaram suas operações nesta parte da casa.

Xi… o quarto é pequeno? Vá para a cozinha então. A lista de empresas é enorme. Melitta, Avon, Nestlé, Chocolates Kopenhagen, Phytoervas, Naked Juice, Casa do Pão de Queijo, Sucos Odwalla, Rede Frango Assado, Innocent Drinks, Brigaderia, Cheesecake Factory, Maria Brigadeiro, CacauShow, Powerbar, Ofner começaram na cozinha. Até a Nike ganhou um empurrãozinho na cozinha.  Para aperfeiçoar os primeiros tênis da marca, Bill Bowerman, um dos co-fundadores, costumava utilizar a máquina de waffle da família para assar solados de borracha. Outros empreendedores preferiram fundar a empresa na sala. Linkedin, eBay e Vigilantes do Peso nasceram bem próximos ao sofá e à televisão.

Mas não precisa ficar se preocupando em um local específico da sua casa para começar um grande negócio. Baby Einstein, Liquid Paper, Lolly Wolly Doodle, Mormaii, Virgin Group, L´Oreal e até a Playboy surgiram espalhadas pelas residências dos seus empreendedores. A rede de salões Beleza Natural assim como a DryWash e a Arezzo nasceram em quintais.

E o site Estante Virtual, que vende mais de sete mil livros usados diariamente no Brasil, nasceu, acredite, no quartinho de empregada. Mas talvez o caso mais inusitado de um negócio que começou em casa é o de uma empresa fundada em 2008 e que atualmente vale US$ 28 bilhões. O AirBnB foi fundado no sótão da casa alugada pelos jovens designers Brian Chesky e Joe Gebbia. Eles compraram três colchões de ar e criaram um site para anunciar a disponibilidade de hospedagem. Como cortesia, ofereciam um café da manhã caprichado no pacote!

E o que aprender com todas estas empresas? O que foi mencionado logo no início: Tenha (muito) orgulho disso! Todos os empreendedores que começaram assim e cresceram sabiam que estavam dando o seu melhor para fazer o melhor possível.

Não há nada de errado em começar pequeno. O que é errado é pensar e fazer pequeno. Estes, nem deveriam sair de casa. Vão se perder, pois o mundo é grande e para os que pensam assim.

Marcelo Nakagawa é diretor de empreendedorismo da FIAP e professor do Insper